qua. nov 21st, 2018

Conheça os cuidados necessários ao deixar o veículo exposto aos raios solares

 

Não é novidade para ninguém que é cada vez mais comum encontrarmos dificuldades ao estacionar o carro em vagas cobertas, seja em casa, no trabalho e, até mesmo, nos momentos de lazer.

Como o sol nasce para todos e os índices de raios UV continuam elevados, devemos criar alguns hábitos para proteger o carro dos danos causados pelo calor.

Mas será que só uma capa protetora é suficiente? A resposta é não. Além de danificar a pintura e causar ressecamento do verniz e micro rachaduras, o sol em excesso também afeta a parte mecânica, devido a possível elevação da temperatura do motor e as partes internas causando danos no painel e nos bancos – principalmente os de couro.

Principais danos

como-proteger-o-carro-do-sol-2

No caso do painel – quando exposto a uma temperatura de 35°C, pode atingir 65°C, logo a borracha pode apresentar ressecamento com o tempo e as partes plásticas podem ficar até esbranquiçadas.  Vale lembrar que o superaquecimento também requer cuidados dos passageiros, principalmente crianças, que podem sofrer queimaduras ao encostar no painel, na fivela dos cintos ou até mesmo nos bancos.

Outro fator que pode influenciar é a cor de cada carro. De acordo com especialistas, os carros de cor escuras como os pretos, vermelhos, azuis e verdes, são os que mais sofrem com os efeitos do sol, pois absorvem muito mais energia. Assim, a pintura para esses carros fica mais comprometida com a exposição a altas temperaturas que acaba desgastando a pintura e a deixando sem brilho e em alguns casos até quebradiça, o que acaba desvalorizando o veículo e causando transtorno para manutenção.

Em bancos, os tecidos podem ficar desbotados e no caso dos de couro, podem ressecar e deteriorar outros itens de acabamento e borrachas de vedação. Dependendo do tipo de plástico usado em alguns componentes, a ação do sol também pode causar rachaduras na peça.

Uma dica para evitar esse tipo de problema é instalar películas nos vidros, dentro dos limites de transparência previstos em lei (75% no para-brisa, 70% nos laterais dianteiros e 28% nos demais).

Há no mercado uma película que consegue filtrar 99,9% dos raios UV, além de reduzir a temperatura interna em cerca de 8°C, por filtrar 97% dos raios infravermelhos, o suficiente para barrar 60% do calor solar que entra pela janela, a opção diminui o esforço do ar-condicionado em manter a temperatura mais baixa, ajudando assim a diminuir o consumo de combustível.

Como proteger o carro do sol?

como-proteger-o-carro-do-sol-3

Diante dos possíveis danos causados pelo sol, listamos alguns meios de proteger os automóveis, evitando prejuízos e prolongando a durabilidade do veículo.  Afinal de contas, prevenir é melhor do que remediar. Confira:

  1.  Lave e seque bem o carro. Evite deixar o carro secando sozinho, o ideal é que ao lavar opte por produtos que tirem a poeira e hidratem. Para secar, use flanelas que absorvem bem a água e o deixe secar na sombra. Parece algo simples, mas esse processo evitará que alguns minerais que estão presentes na água permaneçam na pintura podendo reagir ao entrarem em contato com os raios de sol.
  2. Utilize ceras que além de brilho, filtram os raios solares, evitando o ressecamento.

Confira nosso outro post sobre qual a cera ideal para o seu carro.

  1. Coloque uma capa de proteção. Há opções térmicas no mercado com material interno revestido para evitar arranhões. Ideal para quem não possui garagem coberta, a capa protege a pintura e as partes internas do veículo. E vale lembrar, não utilize a capa se o carro estiver molhado.
  2.  Tapa sol que reduz a temperatura interna do veículo. Os painéis, volantes e bancos precisam de cuidados redobrados, assim o uso de produto específico para as partes plásticas aumenta também a durabilidade e proteção.  E a mesma regra da flanela é indicada para retirar a poeira evitando que ela reaja com o sol. Para os bancos de couro, há produtos que ajudam a manter a textura natural, hidratando e mantendo a qualidade do material.

> Confira nosso artigo sobre: Como limpar e hidratar os bancos de couro.

  1.   Vitrificação, agindo como uma resina protetora evitando arranhões, por exemplo. A técnica deve ser usada após o polimento o carro para a retirada de possíveis manchas e riscos.
  2.  Envelopamento, feito com um plástico fino e resistente, a técnica evita que a lataria sofra os impactos solares. O material tem a função de reduzir o impacto dos raios solares e afastar o risco de arranhões.

> Confira também o artigo sobre o Envelopamento Líquido.

  1. Fique de olho nos pneus. O asfalto esquenta facilmente nos dias de calor e, devido ao atrito, os pneus precisam de cuidados. Mantenha a calibração correta e verifique a cada 15 dias;
  2. Atente-se a parte mecânica. A elevação da temperatura no ambiente aumenta o risco de danos no sistema de refrigeração, por exemplo. Cheque o nível de óleo, verifique se as mangueiras estão rachadas e se o nível do reservatório de água está no limite. Até o ar-condicionado precisa de uma manutenção preventiva, pois o uso dele assiduamente pode causar danos.

Pronto, agora que você já sabe como proteger o seu carro do sol, fica mais fácil manter seu veículo sempre impecável e aproveitar. Mantenha o carro bem cuidado e revisado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.