sáb. set 18th, 2021

Carro rebaixado: como legalizar a suspensão esportiva?

 

carro-rebaixado-0

Rebaixar o carro faz parte do imaginário de muitos amantes de carros, mesmo os que optam pelo simples e original. A modificação ganhou o coração de muitas pessoas nos filmes, propagandas e no sucesso que faz nas ruas.

Porém, além da paixão, muitos motoristas se veem com medo de trocar a suspensão do carro por uma esportiva por não conhecer como funciona a regularização e com receio do processo ser muito burocrático ou oneroso.

O rebaixamento da suspensão dos carros voltou a ser permitido a partir de uma resolução criada em 2014. Porém, existem vários pontos que devem ser levados em consideração para que a modificação seja completamente autorizada segundo as determinações do Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

São alguns limites e critérios que, segundo o Conselho, devem ser seguidos para que a modificação seja regularizada de forma segura e eficiente em qualquer kit de suspensão escolhida para o rebaixamento: mola esportiva, mola preparada, suspensão com rosca e suspensão a ar.

O valor do kit e instalação depende muito do local onde ele for realizado. A indicação é que a modificação regularizada seja feita com um profissional de confiança. Com a sua escolha do kit de suspensão e do profissional feita, respondemos neste post como você pode legalizar seu carro rebaixado.

O que diz a lei?

carro-rebaixado-2

Com a resolução do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) criada em 2014, a Resolução Nº 479 de 20 de março, o rebaixamento voltou a ser autorizado. Porém, com restrições trazidas pelo Contran, principalmente ligadas a segurança de motoristas e passageiros.

O limite mantido para o nível de rebaixamento e altura, segundo o Conselho, é de 10 centímetros do solo para o ponto mais baixo do chassi do veículo, medidos verticalmente. Além disso, a carroceria não deve encostar no conjunto de rodas e pneus.

Dessa forma, o órgão mantém uma regra que alia o visual desejado com a modificação com a segurança de quem utiliza o veículo, sem comprometer também a eficiência do kit e qualquer função necessária ao dirigir.

Outra regra trazida pela resolução diz que somente carros com peso de, no máximo, 3500kg podem utilizar suspensões reguláveis, como a com rosca e a ar.

 

Como legalizar?

carro-rebaixado-3

Além das regras citadas na lei, ainda existem outras exigências e cuidados. São documentos e autorizações junto a outros locais e órgãos, como:

  • CRV (Documento do Veículo) ou declaração de extravio;
  • Certificado de Segurança Veicular (CSV);
  • Nota fiscal das peças utilizadas;
  • Nota fiscal do serviço.

O primeiro passo para regularizar um veículo rebaixado é solicitar uma Autorização Prévia da Autoridade de Trânsito do seu estado (DETRAN/CIRETRAN) antes mesmo de realizar qualquer tipo de modificação.

Com a autorização, é possível realizar o processo de modificação do kit de suspensão. Porém, as exigências para legalizar não param aí. Depois da mudança, o Contran exige um CSV, também conhecido como Certificado de Segurança Veicular.

Esse documento se trata de uma aprovação de segurança criada a partir de duas vistorias: uma realizada pelo próprio Detran e outra feita por um posto credenciado do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Os pontos observados na vistoria se tratam dos mesmos referenciados na lei e já citados aqui:

  • I – o sistema de suspensão poderá ser fixo ou regulável.
  • II – A altura mínima permitida para circulação deve ser maior ou igual a 100 mm, medidos verticalmente do solo ao ponto mais baixo da carroceria ou chassi, conforme anexo I.
  • III – O conjunto de rodas e pneus não poderá tocar em parte alguma do veículo quando submetido ao teste de esterçamento.

Quando aprovado, o veículo recebe o CSV, constatando o carro e a modificação como seguros e adequados para rodagem.

 

Taxas, custos e multas

carro-rebaixado-4

Os preços para realizar o rebaixamento do veículo e a troca da suspensão original podem variar bastante em relação ao modelo adequado para o carro, a fabricante e muitos outros aspectos.

Reveja, sempre conforme suas necessidades, a relação entre o preço e a qualidade existente no material. Além disso, trabalhe com profissionais confiáveis para manter o trabalho no nível de segurança e eficiência.

Além do custo do produto e da mão de obra, existem, também taxas relacionadas às autorizações e certificados para regularização:

  • Certificado de Registro de Veículo (CRV);
  • Autorização prévia;
  • Certificado de Segurança Veicular (CSV).

Porém, quando a modificação é realizada sem a autorização do Detran, uma multa administrativa pode ser aplicada ao motorista, que também pode ser considerada como um gasto, caso aconteça.

Além disso, dirigir o veículo já modificado e rebaixado sem a mesma autorização é uma ação irregular. As autoridades podem tomar outras medidas além da multa, como perda de cinco pontos na carteira e apreensão do veículo.

Por isso é que a legalização é tão importante. Além de você manter o visual desejado dentro da lei, o motorista evita multas e mantém seguros todos os que utilizam o veículo de alguma forma, seja ele mesmo ou os passageiros. Sem contar que pode recorrer a outros serviços, tudo de forma correta, como a contratação de um seguro com uma classificação diferente da convencional, por exemplo.

A Dubstore oferece para você uma linha completa de produtos que vão ajudar você a rebaixar seu carro de forma segura, eficiente e com qualidade. São vários produtos disponíveis para a modificação, tudo com selo de garantia e segurança para que a legalização do seu veículo rebaixado ocorra fácil e naturalmente. Acesse nosso site e entre em contato com nossa equipe de atendimento para tirar dúvidas. A modificação do seu carro está a um passo de se tornar real.

1 thought on “Carro rebaixado: como legalizar a suspensão esportiva?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.